Pesquisar este blog

Carnaval de Pernambuco 2013 - FREVO



Neste primeiro programa, você vai conferir tudo sobre o ritmo que contagia, e atrai milhares de foliões para Pernambuco, o frevo! Apresentação: Lucas Adriel Imagens: Danielle Martins Produção: Nayara Karoline e Ingrid Larissa http://www.canalbrasilrs.com

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Quem disse que Portugal não tem Samba?

O samba está fazendo em muitas regiões do Brasil. Só que nunca imaginava-mos que fosse sair do país. O samba tem sido executado com muita responsabilidade em Portugal, precisamente na cidade de Ovar. Esta pequena cidade com cerca de 15.000 habitantes apresenta um dos mais criativos carnavais do país. O Samba faz parte da cidade há 25 anos e apaixona boa parte da população vareira. Saiba mais em www.carnaval.ovar.net.

Carnaval em Ovar (Portugal) 2008 - Escolas de Samba

Guia do Carnaval de rua do Rio de Janeiro 2009

Dia 18/2 - Quarta Discípulos de Oswaldo, às 17h Bar do Chico. Rua Castro Tavares, 185 (Manguinhos) Galinha d'Angola (Vai Conquém?), às 18h Em frente ao número 31 da Travessa do Mosqueiro, sede do PSOL (Flamengo) Esse é o bom, mas ninguém sabe, às 18h Praça São Judas Tadeu (junto à estação do Trem do Corcovado) (Cosme Velho) Dia 19/2 - Quinta Banda da Rua do Mercado, às 17h Rua do Mercado em frente à Bolsa (Centro) Mamelúdicos Eufóricos e Outros Inerteofóbicos Frenéticos, às 20h Rua Visconde de Caravelas (Botafogo) Dia 20/2 - Sexta Carmelitas, às 14h Rua Dias de Barros esq. com a Ladeira Santa Teresa (Santa Teresa) Eu sou eu e jacaré é bicho d'água, às 16h Bar do Costa e Zeca's. Rua Torres Homem com Visconde de Abaeté (Vila Isabel) Embaixadores da Folia, às 17h Av. Rio Branco esquina com Rua São Bento, na altura da Praça Mauá (Centro) Vem ni mim que eu sou Facinha, às 17h R. Prudente de Moraes, 10 (Ipanema) Bloco Brejeiro, às 18h Acesso ao metrô do Flamengo (Flamengo) Bloco Rival sem Rival, às 18h Ra Rua Álvaro Alvim, 33 na Cinelândia (Centro) Afroreggae, às 18h Quadra Nahildo Ferreira (Vigário Geral) Rola Preguiçosa, às 18h Av. Epitácio Pessoa esq. com Maria Quitéria (Lagoa) Concentra mas não sai, às 20h Rua Ipiranga (Laranjeiras) Badalo de Santa Teresa, às 20h Largo das Neves (Santa Teresa) Azeitona sem caroço, às 20h Bar Azeitona - esquina Rua Dias Ferreira e Bartolomeu Mitre (Leblon) Dia 21/2 - Sábado Embaixadores da Folia, às 5h Av. Rio Branco com Rua São Bento, altura da Praça Mauá (Centro) Céu na Terra, às 8h Largo do Curvelo (Santa Teresa) Cordão da Bola Preta, às 9h Cinelândia/ Theatro Municipal (Centro) Pega pra sambar, às 11h Gomes Freire, esquina com Rua do Senado (Lapa) Multibloco, às 11h Av. Mem de Sá. (Lapa) Bloco dos Cachaças, às 12h No trailer em frente ao n. 3602 da Av. Sernambetiba (Barra da Tijuca) Berro da Viúva, às 12h Rua Gomes Freire em frente ao Paulistinha (Lapa) Beco do Rato, às 13h Rua Joaquim Silva, nº 11 (Lapa) O Rmédio é o Samba, às 14h Av. Atlântica esquina com a Rua Xavier da Silveira (Copacabana) Turma do Gato, às 14h Bar do Gato, Rua Djalma Dutra (Pilares) Bloco dos Cachaças, às 14h Barraca dos Cachaças (Rua Dias da Cruz, 335) (Méier) Dois prá lá, dois prá cá, às 14h Rua Álvaro Ramos 11 (Botafogo) Bloco do Caveira, às 14h Final da Marquês de Olinda (Botafogo) Aconteceu, às 14h Bar do Gomes (Rua Àurea com Monte Alegre) (Santa Teresa) Banda de Ipanema, às 15h Praça Gal. Osório com R. Teixeira de Melo (Ipanema) Barbas, às 15h R. Arnaldo Quintela com Assis Bueno (Botafogo) Devassos da Cardeal, às 16h Bar do Galo, Rua Cardeal Dom Sebastião Leme (Bairro de Fátima) Não Mexe que Fede, às 16h Praça Ary Barroso (Leme) Se não quer me dar... me empresta, às 16h Rua do Lavradio, 90 (Lapa) Empurra que pega, às 16h Praça Cazuza (Leblon) Cordão do Prata Preta, às 16h Rua Sacadura Cabral, ao lado do 5º BPM (Gamboa) Carioca da Gema, às 16h Rua do Lavradio (Lapa) Laranjada Samba Clube, às 17h Praça do Chorinho, R. General Glicério (Laranjeiras) Empolga às 9, às 17h Casa da Matriz, Rua Henrique Novaes (Botafogo) Zumbi de Pilares, às 19h Largo de Pilares (Pilares) Dia 22/2 - Domingo Cordão do Boitatá, às 8h Rua do Mercado e Praça XV (Centro) Cordão do Boi Tolo, às 9h Esquina Rua do Mercado e Praça XV (Centro) Meu Kantinho, às 12h C.C. Meu Kantinho, Rua Indígena 62 (Penha Circular) G.R.B.C.Tá Doidão Vai Prá Casa, às 12h Rua Sampaio Ferraz esquina com Quintino do Vale (Estácio) Bloco de Embalo Alegria do Rio, às 14h Rio Branco (Centro) Que merda é essa?, às 14h Bar Paz e Amor, R. Garcia D'Ávila esq. com Nascimento Silva (Ipanema) Simpatia é Quase Amor, às 14h Praça General Osório (Ipanema) Afroreggae, às 14h Posto 8 (Ipanema) Gargalhada e do Babaçu Abunda e a Cerveja Também, às 15h Pereira Nunes com 28 de Setembro (Vila Isabel) Cachorro Cansado, às 16h Bar Planalto, Rua Barão do Flamengo, 35 (Flamengo) Bohêmios de Irajá, às 16h Av. Rio Branco esquina com Presidente Vargas (Centro) É do Pandeiro, às 16h Praça São Salvador (Flamengo) Saiba mais (1 comentário) Bangalafumenga, às 16h Pacheco Leão, perto do Clube Condomínio (Jardim Botânico) Cacique de Ramos, às 21h Av. Rio Branco com Presidente Vargas (Centro) Dia 23/2 - Segunda Songoro Cosongo, às 9h Curvelo (Santa Teresa) Aconteceu, às 10h Bar do Gomes (Rua Àurea com Monte Alegre) (Santa Teresa) Cordão Umbilical, às 12h Largo dos Leões (Humaitá) Pede Passagem, às 13h Praça Santos Dumont em frente ao Jóquei (Gávea) Bloco de Segunda, às 14h Cobal do Humaitá, pelo lado da Rua Voluntários da Pátria (Botafogo) Volta, Alice, às 15h Tasca do Edgar, na esquina da rua Alice c/ Mario Portela (Laranjeiras) Mão de Lata, às 17h Rua do Lavradio, em frente ao CIEP (Lapa) Rancho Flor do Sereno, às 19h Bar Bip-Bip, Rua Almirante Gonçalves (Copacabana) Saiba mais (2 conversando na concentração) Bohêmios de Irajá, às 20h Quadra do bloco (Irajá) Cacique de Ramos, às 20h Av. Rio Branco com Presidente Vargas (Centro) Dia 24/2 - Terça Carmelitas, às 10h Largo dos Guimarães (Santa Teresa) G.R.B.C.Tá Doidão Vai Prá Casa, às 14h Rua Sampaio Ferraz esquina com Quintino do Vale (Estácio) Sufridos de Copacabana, às 14h Praça Cardeal Arcoverde (Copacabana) Clube do Samba, às 14h Av. Atlântica esq. com Santa Clara (Copacabana) Meu Bem, Volto Já, às 15h Av. Atlântica, no início do Leme (Leme) Rio Maracatu, às 15h Arpoador (Ipanema) Bagunça meu Coreto, às 15h Praça São Salvador (Flamengo) Banda de Ipanema, às 15h Praça Gal. Osório com R. Teixeira de Melo (Ipanema) Muvuca de São Carlos, às 15h R. São Carlos, 125 (rua em frente ao Hospital da Polícia Militar) (Estácio de Sá) Zoobloco, às 15h Em frente à sede do Ibama, na Praça XV (Centro) Cachorro Cansado, às 16h Bar Planalto, Rua Barão do Flamengo, 35 (Flamengo) A Rocha, às 16h Praça Santos Dumont (Gávea) Orquestra Voadora, às 16h Atrás do MAM, no Aterro do Flamengo (Centro) Saiba mais Se me Der, Eu Como!, às 16h R. do Matoso esquina R. Dr. Satamini (Tijuca) Quizomba, às 16h Circo Voador (Lapa) Vagalume, às 16h Rua Von Martius, em frente à Globo (Horto) Largo do Machado, mas não Largo do Copo, às 16h Largo do Machado (Flamengo) Tramela, às 16h Rua João Pinheiro com Teresa Cavalcanti (Piedade) Bloco da Ansiedade, às 16h Mercadinho São José (Laranjeiras) Empurra que pega, às 16h Praça Cazuza (Leblon) Sorri prá Mim, às 16h Bar Petisco da Vila (Vila Isabel) Desculpa pra Beber, às 17h Concentração na Cobal do Humaitá (lado Voluntários) (Humaitá) Vem ni mim que eu sou Facinha, às 17h R. Prudente de Moraes, 10 (Ipanema) Amigos da Rua Joaquim Méier, às 17h Rua Joaquim Méier em frente ao Nº 213 (Méier) Bloco do Bigode, às 18h Av. Rio Branco c/ Rua da Alfândega (Centro) Embaixadores da Folia, às 19h Av. Rio Branco c/ Rua da Alfândega (Centro) Cacique de Ramos, às 20h Av. Rio Branco c/ Pres. vargas (Centro) Bafo da Onça, às 20h Av. Rio Branco com Presidente Vargas (Centro) Dia 26/2 - Quinta Voltar pra quê?, às 18h Rua Álvaro Alvim, Cinelândia. Em frente ao Bar Carlitos e o Teatro Rival, no famoso "Beco da Cirrose". (Centro) Dia 27/2 - Sexta Só Tamborins, às 21h Travessa Mosqueria, esquina com Mem de Sá (Lapa) Dia 28/2 - Sábado Fuzuê... Só alegria pra você, às 14h Rua Chapadinha, 01 (próximo ao PAM) (Del Castilho) Vem, Caminha Junto, às 15h Av. Monte Cruzeiro (ao lado do Campo do Rio Grande) - Taquara (Jacarepaguá) Bafafá, às 17h Posto 9 (Ipanema) Mulheres de Chico, às 17h Praça Antero de Quental (Leblon) Berço do Samba, às 20h Em frente à Quadra da Lapa (Lapa) Dia 1/3 - Domingo Monobloco, às 9h Hotel Sofitel, Posto 6, Av. Atlântica (Copacabana) Boka de Espuma, às 15h Rua Marquês de Olinda entre Muniz Barreto e Bambina (Botafogo) Barangal, às 16h Posto 9 (Ipanema)

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

O mais novo Clube de Pernambuco tem um nome: Samba

Janeiro de um novo ano chegou. Estamos literalmente em 2009 e com ele as expectativas de uma festa que encanta a todos: o Carnaval. Nós, que fazemos o Clube do Samba de Pernambuco inciamos um projeto onde procuramos levar o nome dos bons sambistas de nossa terra a todos que valorizam e gostam deste ritmo tipicamente brasileiro. Destacamos alguns dos nomes em Pernambuco, Arabiando (Grupo de Choro), Rodrigo Samico, Paulo Perdigão, Choro Brasil, Rui Ribeiro (fez um excelente trabalho ao lado de Naara Santos, no Projeto Tirando o Chapéu para Cartola), Arimateia, Adalberto do Bandolim,Karina Spinnely, Lucinha Guerra, Grupo Terra, Grupo Nosso Quintal, Marcos Cesar (bandolim), Seu Riba, Aline do Cavaco e D. Selma do Samba. A nossa proposta é levar ao grande público, em forma de espetáculo, o nome do Clube do Samba de Pernambuco, em Casas de Espetáculos, Clubes, Mercados Público e áreas livres, após o Carnaval. O CLUBE DO SAMBA DE PERNAMBUCO é um movimento musical que busca reviver a cultura afro-brasileira por meio dos ritmos do samba-rock, samba de raiz, samba de gafieira, funk, hip hop, groove, soul music entre outros. As danças de salão são o ponto de partida para o resgate de sua própria origem, do contexto em que foram criadas, das influências e transformações ocorridas ao longo do tempo nas diferentes manifestações. Com tudo isso, a proposta do Clube do Samba de Pernambuco contribui para difusão das danças de salão, bem como para a divulgação de toda a variedade musical desse universo.

Gafieira de Gente Bem

A Gafieira nasceu no samba. É desde a origem manifestação genuinamente popular. Teve seu auge no Rio de Janeiro, na Estudantina, no centro da cidade, que espalhou a dança e as orquestras de samba de gafieira pelo país. São Paulo já teve grandes bailes, salões e orquestras que mantinham a cadência e impunham o respeito no salão. Porque, como Billy Blanco cantou, a gafieira tem um estatuto que prega a elegância e exige o respeito: “o ambiente exige respeito, pelos estatutos da nossa gafieira, dance a noite inteira, mas dance direito”. Ao som da orquestra e do samba balançado dançava o homem de terno bem cortado , a moça bem vestida. Era dança de corpo colado e movimentos sincopados mas o estatuto respeitado. Dizia-se: o par requebra mas não quebra a regra. Desde o início foram as grandes orquestras que popularizaram a dança e mantiveram viva a tradição do Samba orquestrado, com repertório de estilo, grandes “crooners” e alegria esparramada no salão.